terça-feira, 3 de novembro de 2009

Feminilidade

Sentia o mundo palpitar docemente em seu peito, doía-lhe o corpo como se nele suportasse a feminilidade de todas as mulheres.

Perto do Coração Selvagem

2 comentários:

Marina Ráz disse...

Eu sou uma resposta, das tortas, das doces, com morango em cima.

Abraços, Marina Ráz.

Blumasel disse...

Tristeza de domingo (...). Essa tristeza leve é a constatação de viver. Como não se sabe de que modo usar esse conhecimento súbito, vem a tristeza.

in P.C.S.