sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Morte - Vida

Então o que chamava de morte a atraía tanto que só poderia chamar de valoroso o modo como, por solidariedade e pena dos outros, ainda estava presa ao que chamava de vida.

Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres

8 comentários:

Felicidade Clandestina. disse...

eu ja li esse . Lindo demais esse livro *o*

amo a Clarice! rs ^^

Lindo blog. beijos :**

Ava E. disse...

deleite!

Tiago Ventura disse...

Uau... Então, até hoje eu não conhecia Clarice... :-)

Muito interessante seu blog! Já de cara, me tornei fã! rsrs

Quando quiser continuar conhecendo outros mares, "Livrando o corpo da lição frágil da areia!" (C.M), será um prazer a sua visita no "Diario de Rasnev"!

http://diarioderasnev.blogspot.com/

Boa viagem e até a próxima!

Letras e Poesias !!! disse...

Muito bonito ..Quer dizer , Ela estava presa a vida..Uma vez que não sabia pra onde ir...
Saudades do seu blogger Dani...A beleza conitnua em ordem sempre crescente..Parabéns !

Meire disse...

ESSE livro é muito perfect *-*
Adoro cada frase que ela escreveu nele, diz muuuuuuuuuuuuuuuuuito para mim...amei!
besitos

Adashi disse...

Clarice fala por mim...Ou melhor, por muitos...Estou se seguindo, ok?
Bjs ^^

Grasi disse...

Clarice tem uma forma de escrever que realmente nos encanta! *----*

Laura Limeira disse...

Nunca, jamais, em tempo algum, conhecerei outra Clarice...amo-a!